Sixxen Project

 

O que é um Sixxen ?

   

      As definições carecem de longa discussão, visto certas peculiardidades e especificidades, mas, para iniciar esta busca, pode-se afirmar que o Sixxen é um tipo de instrumento concebido pelo compositor Iannis Xenakis em 1978. Ele foi pensado para a peça "Pléïades" que Xenakis concebeu para sexteto de percussão e balê e que foi estreada em 1979. O grupo de percussão que trabalhou originalmente com o compositor foi o grupo "Les Percussions de Strasbourg"; para estes instrumentistas vários protótipos foram criados e testados, mas o compositor se interessou por um em particular. Posteriormente, como outros grupos quiseram tocar a peça (uma obra marco para o repertório de sexteto), mais protótipos e modelos passaram a ser construídos e outras peças passaram a ser encomendadas para novos compositores.

 

          Para descrever o instrumento deixaremos que o próprio Iannis Xenakis (1922-2001) inicie a descrição:

 

“A segunda tentativa foi de ter um novo instrumento metálico construído, chamado de SIX-XEN, compreendendo dezenove alturas irregularmente distribuídas com distância de quartos de tons ou terços de tons ou seus múltiplos. Além disso, as seis cópias dos instrumentos tomadas como um todo nunca deve produzir uníssono. Quanto à primeira questão, após inúmeras tentativas eu construi uma série (escala) que, surpresa !, tinha semelhâncias com as escalas da Grécia antiga, do Oriente Médio ou da Indonésia. No entanto a minha escala, ao contrário dessas escalas tradicionais, não se baseia na oitava; possui simetrias internas e consegue cobrir o espaço cromático total em três cópias consecutivas (períodos), permitindo assim criar, por si só, sem transposições, campos harmônicos suplementares quando superposições polifônicas são feitas.”

 

“Utilisar 19 peças de metal de timbres vizinhos e escalonar do ponto de vista das alturas. As 19 alturas não deverão formar relações cromáticas ou diatônicas temperadas. As peças deverão soar desajustadas entre elas. O âmbito das 19 alturas é arbitrário e dependerá das peças disponíveis; mas ele será o mesmo para os seis percussionistas e localizado no mesmo registro. Isto significa que para uma altura dada, as 6 peças de metal darão somente de maneira aproximada a altura; é até mesmo recomendado que estas 6 notas, tomadas duas a duas, não estejam em uníssono, a distância podendo compreender entre mais ou menos 3/4 de tom. As alturas são notadas cromaticamente :                          mas elas não tem nenhuma relação

                                                                          com as alturas reais.” 

 

      A partir dos conceitos de Xenakis e da proposta de um novo instrumento (conceitos estes presentes na grade geral de Pléïades e nas partituras individuais do movimento Métaux), o desafio está posto :

 

   - Quem quer construir este instrumento ?

 

   - Como respeitar as indicações e os parâmetros estabelecidos para o instrumento ?

 

  - A partir destas recomendações, quais são os modelos que foram concebidos e construídos ?

 

   - O instrumento teve seu repertório específico ampliado para além da peça original de Xenakis ?

 

 

O Sixxen foi concebido em qual situação ?

 

        O Sixxen foi concebido para a obra Pléïades (1978-1979), sexteto de percussão que é dividido em quatro movimentos (Peaux, Métaux, Claviers e Mélanges), sendo uma obra marco e referencial para a percussão. Os quatro movimentos podem ser tocados em ordens variadas, havendo algumas sequências prévias sugeridas pelo compositor. Xenakis utiliza para esta composição basicamente três grupos de instrumentos para o sexteto: tambores, instrumentos de teclado (3 vibrafones, xilofone, marimba e xilorimba) e um instrumento de metal até então impensado, o Sixxen. Três movimentos foram compostos com apenas um grupo de instrumentos: Peaux exclusivamente para as peles, Claviers somente com teclados de percussão e Métaux somente com Sixxen. O movimento Mélanges (do francês ‘misturas’) é o único movimento com associação tímbrica entre instrumentos de natureza diferente, fazendo uma junção de todos os três grupos de instrumentos dos outros movimentos em um só.

        Após Pléïades muitas outras composições surgiram e elas podem ser visualizadas no tópico "Repertório" do presente site.

 

 

O que é o Sixxen Project ?

 

        O Sixxen Project é um site pensado para difundir e divulgar informações sobre este instrumento, tanto sobre os modelos e protótipos construídos quanto sobre os grupos construtores e o repertório que foi se ampliando e se desenvolvendo especificamente para a sonoridade de Sixxen.

     Os dados aqui divulgados fazem parte dos resultados de pesquisa da equipe abaixo descrita e que está voltado para a construção de Sixxen, além de desenvolver pontes e discussão com áreas de conhecimento correlatas.

        Este é um site que procura também promover a troca de informações entre pesquisadores, percussionistas, construtores e interessados. Se algum grupo e protótipo não estiver aqui mencionado, qualquer pessoa poderá enviar informações e links e nós ampliaremos o acervo de informações aqui disponibilizado. O objetivo é fazer com que o maior número de informações passem a ser disponibilizadas e encontradas em um mesmo local sobre Sixxen. 

           O Sixxen Project procura ainda divulgar as instituições de apoio, os órgãos de fomento e os realizadores do primeiro modelo brasileiro de Sixxen.

 

 

Quem faz parte do grupo de pesquisa relacionado ao projeto ?

 

Pesquisadores :

 

      Ronan Gil  (Coord.)  

      Fabio Oliveira           

      Fernando Chaib        

      Leonardo Bertolini   

      Catarina Percinio     

      José Luiz Pena           

 

Discentes (Bolsistas de PIBIC, PIBITI e PIVIC* e discentes com Trabalhos de Conclusão de Curso ligados ao projeto) :

 

      Igor Assis

      Jean Gomes

      Khesner Sousanne

      Leonardo Caire

      Lucas Davi de Araújo

      Rodrigo Mota

 

      Tainara Alexandre (PIBIC-EM**)

      Daniela Cristina (PIBIC-EM)

      Rhaniel Henrique (PIBIC-EM)

 

*    Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação e Programa Interinstitucional Voluntário de Iniciação Científica.

 

**    Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio.

 

 

 

 

  • w-facebook